Blog da Brumake

Quer economizar energia elétrica no condomínio? Confira 4 dicas imperdíveis

  • 06/02/2019

Economizar energia elétrica no condomínio pode ser um dos grandes desafios dos síndicos, ainda mais diante de um cenário em que as contas estão cada vez mais altas e os condôminos cada vez menos dispostos a lidar com aumentos nas taxas de condomínio.

E nem sempre apenas diminuir as horas do dia em que as lâmpadas estão acesas ou regrar o uso do elevador são o bastante. Pequenos investimentos, sobretudo nas áreas comuns, podem ser o segredo para a verdadeira economia a curto e longo prazo.

Quer descobrir o que você pode fazer para otimizar o uso de energia em seu condomínio e diminuir as contas de energia elétrica? Confira nossas dicas!

Invista em lâmpadas mais eficientes nas áreas comuns

Muita gente acaba investindo em lâmpadas que inicialmente são mais baratas, mas representam um custo significativo nas contas de luz.

As lâmpadas incandescentes, que desde 2017 não são mais vendidas, custavam pouco mais que R$ 2, mas gastavam até 75% mais energia que lâmpadas fluorescentes.

Além da vantagem energética, as lâmpadas fluorescentes também duram muito mais antes de queimar ou perder a sua capacidade de iluminar. Em geral, elas podem durar de 3 até 5 anos.

Apesar disso, elas ainda são menos econômicas e duradouras que as lâmpadas LED. Fizemos um artigo completo sobre as diferenças entre essas lâmpadas e as vantagens de cada uma delas. Confira!

Utilize sensor de presença nas áreas de circulação

Outra maneira de reduzir de maneira significativa os gastos com energia elétrica é instalar sensor de presença nas principais áreas de circulação do condomínio.

Dessa forma, ao invés da lâmpada ficar acesa durante horas, ela será ativada apenas quando alguém passar pelo cômodo. Em muitos casos, instalar um sensor de presença desse tipo pode render uma economia de energia de até 75%.

Verifique a instalação elétrica do prédio

Prédios menos recentes podem sofrer com um problema grave e invisível: instalação elétrica antiga e menos eficientes. E isso pode influenciar na conta de energia muito mais do que você imagina.

Isso porque instalações mais antigas ou até mesmo a má instalação elétrica, desperdiça energia ao ponto em que superaquece a própria fiação. Ao invés de conduzir energia corretamente, quando a fiação é antiga, parte dela utiliza energia elétrica para superaquecer os próprios fios condutores.

Em alguns casos, a má instalação também significa riscos de incêndio e acidentes. Investir em material elétrico de qualidade e mão profissional qualificada são alguns dos passos para economizar energia e evitar acidentes.

via GIPHY

Estude a possibilidade de desligar um dos elevadores em um período do dia

Sempre existem alguns horários do dia em que o uso dos elevadores é bem menor. O período do fim da noite e madrugada, assim como o meio da tarde, por exemplo, são horários em que a circulação de pessoas e uso do elevador é bem menor.

Caso este seja o caso do seu condomínio, você pode estudar a possibilidade e avaliar junto com os outros condôminos se é possível manter um elevador desligado durante esses períodos.